O resultado das eleições municipais na Região Norte do Brasil

POR MAÍRA TURA

O presente texto analisa os resultados eleitorais das eleições municipais do ano de 2020 na Região Norte do Brasil, a partir do fim do segundo turno. Pesquisamos as seguintes capitais: Belém (PA), Rio Branco (AC), Macapá (AP), Manaus (AM), Porto Velho (RO), Boa Vista (RR) e Palmas (TO). No período de 1 de novembro até o dia 1 de dezembro, levantamos dados sobre os resultados das urnas e projeções para o segundo turno nos portais de O Globo, Exame, Brasil de Fato, UOL, Toda Política, Folha de S. Paulo, IstoÉ e O Norte. 

A hipótese que trabalhamos no texto é de que os resultados das eleições anteriores interferiram diretamente no resultado das eleições para as prefeituras de 2020. Na maioria das capitais, diversos grupos de direita disputaram o segundo turno em condições de vencer, enquanto os grupos de esquerda saem enfraquecidos, disputando o segundo turno somente em Belém, que optou por uma frente ampla de esquerda. Essas variáveis guardam relação com as tendências apresentadas nas eleições de 2012, 2016 e 2018. 

Buscamos trabalhar esta hipótese analisando o resultado das eleições para prefeito nas capitais do Norte, logo após identificarmos quais são os candidatos e alianças que estavam na frente nas pesquisas de intenção de voto para ganhar no segundo turno das eleições e depois analisamos o resultado final.

     Resultado nas prefeituras das capitais da Região Norte 

Não tivemos nenhuma grande surpresa na maioria das capitais da região Norte. Os candidatos que estavam na frente nas pesquisas de intenção de votos são os que disputaram o segundo turno das eleições no dia 29 de novembro. Agora é o momento de expor quais foram as alianças feitas e quem possuiu a liderança mais carismática e com menor rejeição e alcançou a vitória. O único choque das eleições na região norte foi em Macapá que realizou seu primeiro turno das eleições somente no dia 29 de novembro pois o estado passou por uma crise de energia elétrica bem seria e o segundo turno ainda irá ocorrer em dezembro.

Em Belém (PA), o quadro eleitoral teve alteração dos principais candidatos em disputa com menos de um mês para as eleições. Simão Jatene (PSDB) foi impedido de se candidatar, o que abriu espaço para outros caciques políticos entrarem em disputa. Como já era esperado, Edmilson Rodrigues (PSOL), que estava com uma larga vantagem compondo uma frente ampla de esquerda, conquistou 34% dos votos e disputou o segundo turno com o Delegado Federal Eguchi (Patriotas), que aparecia nas pesquisas como terceiro colocado e na reta final conseguiu ultrapassar o Priante (MDB). Edmilson Rodrigues necessitava ampliar estes 34% de votos, sendo necessário um diálogo como outros grupos políticos e setores como o PMDB e o PSDB. Caso ele não optasse por este procedimento, seria difícil ganhar, pois tinha poucas chances de crescimento eleitoral neste momento em que as forças políticas conservadoras estão em ascensão, se o comparamos com o delegado Eguchi, que cresceu de 5%, em relação ao que foi apurado nas pesquisas, alcançando 23% no primeiro turno por conta do apoio recebido do presidente Jair Bolsonaro.[1] Edimilson felizmente venceu em Belém em uma disputa apertada e é o único prefeito de esquerda a governar uma capital da região Norte do país.

                                                  Fonte[2]

Em Manaus (AM), o melhor desempenho eleitoral ficou com a tendência centro-direita em 2020. Amazonino Mendes (PODEMOS) e David Almeida (AVANTE) disputaram o segundo turno, como já era previsto. O que surpreendeu nessa votação foi que David Almeida conseguiu mais votos do que o estimado inicialmente pelas pesquisas eleitorais e chegou praticamente empatado com Amazonino para a disputa do segundo turno. Com isso, não era possível avaliar quem ganharia a disputa, pois os dois candidatos representam campos políticos similares. Porém, enquanto Amazonino Mendes representa a velha política, David Almeida se apresenta como uma renovação para a cidade de Manaus e o que venceu foi a renovação David Almeida é o novo prefeito de Manaus.

                                                     Fonte[3]

Em Macapá (AP), o primeiro turno das eleições não pôde ocorrer junto com os demais, pois o estado do Amapá estava passando com uma crise de energia elétrica. A Justiça decidiu adiar a eleição devido ao apagão em 13 municípios do Estado – incluindo a capital -, que sofrem com problemas de fornecimento de energia elétrica. Tendo isto em vista, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Amapá decidiu realizar os dois turnos das eleições municipais de Macapá nos dias 13 e 27 de dezembro.[4] Porém, os candidatos se posicionaram contra essa decisão e  tentaram, sem sucesso, que as eleições fossem no dia 29 de novembro e 13 de dezembro para não acontecer no meio das festas de fim de ano e ter baixo quórum eleitoral.[5]  Houve acordo de um meio termo e as eleições ocorrerão no 6 de dezembro (primeiro turno) e 20 de dezembro (segundo turno). As datas foram fixadas em comum acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP).[6]

Mesmo em meio desse caos, as pesquisas indicam que Josiel Alcolumbre (DEM) e Patrícia Ferraz (Podemos) possuem maiores probabilidades de se enfrentarem no segundo turno.

                                                    Pesquisa AP-04406/2020[7]

Em Palmas (TO), as projeções eleitorais se mantiveram e, como a capital tem menos de 200 mil eleitores, não possui segundo turno, assim a candidata Cinthia Ribeiro (PSDB) foi reeleita no primeiro turno com 36% dos votos, como já era esperado, com uma grande vantagem sobre o segundo colocado professor Junior (PROS). 

                                                  Fonte[8]

No Rio Branco (AC) aconteceu algo inesperado, na disputa do segundo turno, posto que, ao que tudo indicava, este seria entre o PSDB (Minoru) e o PSB (Socorro Neri) e Minoru aparecia em primeiro lugar nas pesquisas de intenção de votos[9], mas teve apenas 14% dos votos e não disputou o segundo turno, que foi entre Socorro Neri e Tião Bocalom (PP), que ficou como primeiro colocado no primeiro turno, com uma larga vantagem sobre a segunda colocada. Como foi visto ao fim do primeiro turno tudo que estava sendo indicado aconteceu e Tião Bocalom (PP) levou a prefeitura, o que é uma vitória da direita conservadora, aliada a Bolsonaro.

                                           Fonte[10]

Em Porto Velho (RO), Hildon Chaves (PSDB), como já era esperado, foi eleito prefeito da capital, disputou o segundo turno das eleições com Cristina Lopes (PP), que aparecia como terceira opção nas pesquisas de intenção de votos, tirando Vinicius Miguel (CID) da disputa pela prefeitura. Nessa capital, aliados de Bolsonaro saíram derrotados, pois a prefeitura foi para Chaves, da tendência direita liberal. Contudo, vale ressaltar que, tanto em Porto Velho quanto em Rio Branco, os candidatos da extrema direita tiveram um crescimento significativo nas vésperas da votação e conseguiram chegar ao segundo turno.

                                                     Fonte[11]

Em Boa Vista (RR), Arthur Henrique (MDB), que aparecia como favorito nas pesquisas de intenção de votos, quase conquistou a prefeitura no primeiro turno com 49,64% dos votos, mas, como não chegou a 50%, disputou o segundo turno com Ottaci (SD). Como já era esperado Arthur venceu com uma grande vantagem sobre seu oponente e é o novo prefeito de Boa Vista. Vale ressaltar que esta foi a única capital da região norte em que o MDB conseguiu chegar no segundo turno.      

                                                  Fonte[12]

                                            Conclusão  

Após o fim das eleições municipais de 2020, ficou claro que a maioria das projeções feitas anteriormente se concretizaram. Vale lembrar que Macapá não realizou eleições no dia 15 de novembro por conta de um descaso do governo com o estado do Amapá como um todo, que ficou mais de 20 dias sem energia elétrica.

Ademais tivemos a eleição resolvida em primeiro turno na cidade de Palmas que, como não possui mais de 200mil habitantes, não tem segundo turno e elegeu novamente Cinthia Ribeiro (PSDB) da tendência centro-direita. A centro-direita também disputou em Manaus com o Amazonino Mendes do Podemos que supreendentemente perdeu para David Almeida do Avante.

Além disso, a extrema direita virou o jogo nas urnas em duas capitais: Porto Velho e Rio Branco. Isto não era esperado. Ou seja, fortes candidatos aliados de Bolsonaro – uma figura liberal na economia, autoritário na política e conservador nos costumes – foram para o segundo turno com chances de vitória, porém só venceram em Rio Branco. O que indica o crescimento dessa vertente no país como um todo, tal como aconteceu nas eleições de 2016 e 2018 e agora em 2020.   

A esquerda com uma coligação PT-PSOL em Belém, apareceu como favorita com uma frente ampla de esquerda e venceu as eleições nesta capital. Contudo, não devemos desprezar que os setores conservadores, que tiveram números de votos muito próximo de Edmilson. Porém nas outras capitais, ocorreu o processo de fragmentação dessa força política, o que fez com que os campos mais progressistas não chegassem ao segundo turno nas outras 6 capitais da Região Norte. O enfraquecimento do “lulismo” – exposto no Boletim de agosto – parece persistir a partir da análise dos resultados da esquerda nas capitais da região Norte do país.  Neste contexto, apesar da centro-esquerda ter tido uma candidata no segundo turno com a coligação PSB-PDT em Rio Branco, quem ganhou a prefeitura nesta cidade foi o PP da extrema direita aliado a Bolsonaro.


[1]https://g1.globo.com/pa/para/noticia/2020/11/15/edmilson-rodrigues-do-psol-e-delegado-eguchi-do-patriota-vao-disputar-o-2o-turno-em-belem.ghtml

[2] https://g1.globo.com/pa/para/eleicoes/2020/resultado-das-apuracoes/belem.ghtml

[3]https://g1.globo.com/am/amazonas/eleicoes/2020/resultado-das-apuracoes/manaus.ghtml

[4] https://istoe.com.br/tre-ap-define-que-eleicoes-em-macapa-serao-em-13-e-27-de-dezembro/

[5] https://g1.globo.com/ap/amapa/eleicoes/2020/noticia/2020/11/14/eleicoes-2020-confira-como-foi-o-dia-de-campanha-de-candidatos-neste-sabado-14-em-macapa.ghtml

[6] https://portalmatogrosso.com.br/eleicoes-municipais-em-macapa-ap-ocorrerao-em-6-e-20-de-dezembro/

[7]https://g1.globo.com/ap/amapa/eleicoes/2020/noticia/2020/11/11/pesquisa-ibope-em-macapa-votos-validos-josiel-26percent-patricia-ferraz-18percent-dr-furlan-17percent-capi-13percent.ghtml

[8] https://globoplay.globo.com/v/9026199/programa/

[9] https://www.ac24horas.com/2020/08/28/republicanos-oficializa-apoio-a-pre-candidatura-de-duarte-a-prefeitura-de-rio-branco/

[10]https://g1.globo.com/ac/acre/eleicoes/2020/resultado-das-apuracoes/rio-branco.ghtml

[11] https://g1.globo.com/ro/rondonia/eleicoes/2020/resultado-das-apuracoes/porto-velho.ghtml

[12] https://g1.globo.com/rr/roraima/eleicoes/2020/resultado-das-apuracoes/boa-vista.ghtml  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s